Como a menopausa afeta a produção de colágeno

Atualizado: 17 de Nov de 2020

A vida é formada por vários ciclos. No meu dia a dia, consigo perceber como meu corpo muda e evolui a todo momento, se transformando constantemente. Para nós, mulheres, um dos ciclos mais desafiadores é a menopausa, que exige uma série de adaptações em vários aspectos do corpo e da mente.


Além dos cabelos e unhas, a pele é, certamente, um dos órgãos que mais sofrem com a menopausa. Sabemos que, a partir dos 25 anos, a produção de colágeno cai em torno de 1% ao ano. Porém, durante os primeiros anos da menopausa, as mulheres sofrem uma queda ainda mais drástica, perdendo quase 30% da produção dessa proteína tão importante para a pele.



As alterações hormonais são o principal fator que afeta a produção de colágeno. Isso porque a redução dos níveis de estrogênio diminui a produção de elastina de colágeno, resultando em flacidez da pele e aprofundamento das rugas, causando o envelhecimento. Além disso, há uma queda na produção de oleosidade, o que causa também o ressecamento da pele do rosto, pescoço, colo, mãos e pés.