Saúde é beleza além do olhar

Atualizado: 2 de Set de 2020

Saber apreciar a beleza é uma grande virtude, que pode ser observada sob diferentes perspectivas. Gosto de duas, em especial. A primeira diz respeito à beleza em si, que vai muito além do que vemos com os olhos.



Não é apenas o estético (onde o que é belo para um pode não ser para o outro, vale lembrar), mas as impressões que aquilo causa, as emoções, e o despertar dos sentidos. Quando nos permitimos inundar pela beleza em um estado de presença, podemos vivenciar experiências internas únicas e mágicas.


Isso nos leva à segunda perspectiva, que diz respeito à apreciação. Se estivermos atentos, vamos perceber que a beleza está ao nosso redor, a todo momento, desde que tenhamos a sensibilidade para percebê-la. Ela está na obra de arte, no rosto de uma modelo famosa, na fotografia do filme que ganhou o Oscar, na brisa do mar, mas também está na xícara de chá, no bolo quentinho, no relógio antigo que pertenceu a seu pai, no sorriso largo de uma pessoa que você nem conhece ou naquele pijama surrado que te traz aconchego. É clichê, mas é verdade: a beleza está nos olhos de quem vê (e, acrescento, no coração também).


Uma das questões que mais nos afeta em relação à beleza é a estética pessoal. O Brasil é conhecido mundialmente pela beleza de suas mulheres e homens e a população está cada vez mais consciente sobre saúde, nutrição, e produtos que valorizem sua beleza natural. Nesse contexto, a nutrição em estética está ganhando destaque, com ênfase na ciência, alimentação, estilo de vida e consumo de nutracêuticos, fitoterápicos e alimentos com propriedades especiais para minimizar as alterações decorrentes do envelhecimento da pele.